//
id.126
Jornalismo_Digital

Testando a memória

Por Bruno Pedra

Muito se fala sobre a internet, a web, as novas tecnologias, suas aplicações e especificidades. Comenta-se sobre a interatividade. Fala-se sobre multimidialidade. Linka-se a hipertextualidade e até se curte a velocidade e a instantaneidade da web. Mas gostaria de compartilhar algumas reflexões sobre uma outra característica significativa quando se fala em webjornalismo: a memória (mesmo que a gente costume não lembrar dela).

Palacios (1999), como citado por Luciana Mielniczuk em sua tese (2003), defende a memória como característica importante. Argumenta que por questões de custo e logística  é mais prático a conservação de um acervo digital, que uma versão física. Até por isso, ambos apontam como tendência a adaptação dos sites jornalísticos a esse recurso.

Pensando nisso, quase dez anos depois do texto de Luciana, verificamos em alguns sites jornalísticos de referência para o público baiano, qual a situação de conservação do seu arquivo virtual.

G1 Busca

G1, o maior portal de notícias do país, aparentemente tem digitalizado parte do acervo das organizações Globo e o disponibiliza na web. Ao fazer uma busca pelo termo “Lula” no site, é possível encontrar matérias que envolvem o ex-presidente desde a fundação do Partido dos Trabalhadores em 1980.

A tarde busca

Já o acervo disponibilizado no site do jornal baiano A Tarde parece ser pobre. Em diversas buscas, as matérias mais antigas apresentadas são de junho de 2012.

Correio busca

O site do jornal Correio conta com uma busca pouco prática, onde só é possível definir o termo, mas não filtros específicos. No entanto, apresenta um arquivo também consistente, encontrando-se matérias publicadas desde 2010.

Não é possível definir se há avanços ou não, mas serve como indício de um problema, que ainda hoje existam sites de grandes empresas jornalísticas que apresentam um arquivo tão pequeno ou que disponibilize um sistema de buscas pobre. Se aceitamos a tendência de crescimento do webjornalismo e acreditamos nas previsões de uma dedicação de atenção cada vez maior a esse produto, é importante que as empresas estejam atentas a essas pequenas questões, ou ficarão para a memória.

Anúncios

Sobre impressaodigital126

produto laboratorial da Oficina de Jjornalismo Digital da Facom/UFBA

Discussão

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: