//
id.126
Jornalismo_Digital, Rotina

Correio24horas funciona como radar para o impresso

Compromisso com a apuração e rondas por telefone fazem parte da rotina de produção do site

Antonio Fernando Barros, Isabela Garrido, Jéssica Lemos, Jéssica Nascimento e Thaís Motta

“O site noticia tudo, não tem limite de espaço. Tudo que é notícia apuramos para dar no on-line”. É assim que a jornalista e editora de produção do Correio Linda Bezerra define a diretriz de trabalho do site. Segundo ela, a diferença entre a dinâmica de produção do on-line e a do impresso reside na abordagem: a notícia no on-line responde às perguntas o quê, onde, porque e como. Já no impresso há uma análise mais aprofundada sobre as notícias consideradas de maior relevância.

A editora de produção Linda Bezerra (à esquerda) e a estagiária Fernanda Varela.

Foto: A editora de produção Linda Bezerra (à esquerda) e a estagiária Fernanda Varela. Foto: Jéssica Nascimento

De ronda em ronda – Redatora do site, a jornalista Louise Lobato conta que a rotina de produção no on-line começa com as rondas, que incluem órgãos como Central de Polícia, Transalvador, Secretaria de Saúde e hospitais como HGE e Roberto Santos. “A ronda é muito importante porque permite ter a informação fresca”, relata.

A jornalista afirma ainda que é necessário mapear o que está acontecendo também nas cidades do interior baiano. Como eles não têm sucursal, fazem um levantamento nos blogs considerados confiáveis e, a partir das informações encontradas, partem para a apuração.

Redação do Correio24horas

Redação do Correio24horas. Foto: Jéssica Nascimento

Apurar é preciso – Através do mapeamento realizado nas rondas, os jornalistas que trabalham no site fornecem informações que irão ajudar no trabalho da equipe do impresso. “O on-line funciona como um radar: ele reúne as notícias do dia e passa para o impresso”, revela a estagiária Fernanda Varela. “Se tiver alguma notícia de interesse, eles mandam um repórter no local para fazer uma apuração mais complexa”, completa.

Simples ou complexa, o cuidado com a apuração parece ser uma preocupação entre os jornalistas do site. “Só noticiamos o que a gente apurou. Tem site que joga a informação só para dar primeiro e depois vai apurar. Aqui não”, destaca.

Editor executivo do Correio, o jornalista Oscar Valporto acredita que o fato de não existir limites de espaço na internet contribui para um fluxo de atualização contínua da notícia. “Nos casos principais, muitas vezes, [a cobertura] é mais extensa: completamos a mesma notícia cinco ou seis vezes em um dia só, acrescentando detalhes, dando informações complementares, somando repercussões”, afirma.

Vai para o on-line  Linda Bezerra conta que o Correio24horas lida mais com as notícias da cidade, de esporte e as relacionadas a serviços. Dossiês ou matérias especiais não costumam entrar na agenda, mas há grande interesse na publicação de fotos acompanhando a notícia e de falas exclusivas para o site.

A identificação de temas e notícias mais lidas pelo público também faz parte da rotina do on-line. Os dados do Google Analytics ajudam na escolha das matérias de capa do site – como a home muda três vezes ao dia, as mais acessadas podem permanecer ou ter desdobramentos.

Pirâmide invertida, sim, senhor! Para Valporto, o texto do site deve ser o mais direto possível, com o máximo de informações apuradas em um texto curto. Segundo ele, vale a regra da pirâmide invertida, mas na maioria dos casos a internet fica só com o topo dela – o lead. Porém, há exceções. “O Correio24horas às vezes publica reportagens mais longas, com apuração mais completa, mas geralmente temos textos curtos, com as informações principais e as que o impresso não pode fornecer – vídeos, animações e galerias de imagens”, explica.

Fernanda reitera: “não adianta fazer uma introdução imensa, o leitor cansa. E aqui a gente não acredita muito nessa coisa de ‘descubra o que é’. A gente prefere dar a informação logo e quem tem interesse clica [nos hiperlinks ou matérias relacionadas]”.

Anúncios

Sobre impressaodigital126

produto laboratorial da Oficina de Jjornalismo Digital da Facom/UFBA

Discussão

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: