//
arquivo

facom

Esta tag está associada a 4 posts

Fernanda revela sua arma secreta

Foto: Agnes Cajaíba

“Nunca se limite!” Essa foi uma das frases de incentivo que a jornalista Fernanda Santos, única brasileira que trabalha no jornal The New York Times, deu à plateia formada em sua maioria por estudantes de jornalismo. Com um “s” chiado à carioca, um sotaque de inglês levemente acentuado e outras coloridas, essa baiana mostrou na palestra que deu na Faculdade de Comunicação da Universidade Federal da Bahia (Ufba) que ama o jornalismo.

Formada em Publicidade e Propaganda, pela PUC do Rio de Janeiro (o que explica seu “mexmo”), Fernanda mostrou que informar é passar emoção através das palavras. “O jornalismo não é uma profissão sem alma. As matérias têm alma”. E para colocar alma e emoção na matéria (o que, vale destacar, diferencia-se de um sensacionalismo barato) o profissional deve colocar um pouco dele na matéria e preocupando-se em fazer com que o leitor sinta-se no local do fato.

 Por fim, no quesito estímulo, Fernanda aconselhou: “Vejam a vida como uma escada”. A cada passo deve-se subir um pouco. Ela revela que alguns ingredientes ajudam nessa subida: cara de pau (“Jornalista deve ter cara de pau.”), ser humilde, ter mente aberta (“Absorva tudo, leia sobre tudo.”), ser realista (“O meu papel não é mudar a cabeça de ninguém, é informar.”), determinação (“Se eu trabalho neste jornal, por que eu não posso trabalhar no The New York Times?”) e… um pouco de sorte não faz mal a ninguém.

Fernanda Santos, jornalista do The New York Times, faz palestra na Faculdade de Comunicação da UFBA

Foto: Earl Wilson/ The New York Times

Na próxima segunda-feira, dia 28 de novembro, das 10h às 12h, Fernanda Santos, jornalista do The New York Times, faz palestra para alunos de Jornalismo, no auditório da Faculdade de Comunicação da Universidade Federal da Bahia (PAF, Ondina). Os estudantes da disciplina Oficina de Jornalismo Digital farão a cobertura da palestra pelo Twitter @redacao126, através da hashtag #FacomNYT, e pelo Live Blog, no site do Impressão Digital 126 (www.impressaodigital126.com.br).

Antes de chegar ao The New York Times, em setembro de 2005, Fernanda trabalhou nos jornais Daily News (Nova York), The Eagle-Tribune (Massachusetts) e The Union-News e Sunday Republican (também em Massachusetts). Ela iniciou sua carreira de repórter escrevendo para a revista de comunicação empresarial das empresas Odebrecht.

No The New York Times ela cobre, atualmente, o sistema de educação público da cidade de Nova York, que, com 1.700 escolas e um milhão de alunos, é o maior dos Estados Unidos. Antes, escreveu sobre vários temas como bem-estar social, imigração, política, crime e o dia-a-dia em comunidades rurais no estado de Nova York.

Fazer a diferença – Na palestra para estudantes de Jornalismo, Fernanda, que é soteropolitana, falará sobre “A arma secreta do jornalismo que levo no meu coração” e o seu objetivo é justamente fazer com que os “estudantes encontrem o seu lugar e aprendam como fazer a diferença”.

Formadaem Comunicação Socialpela PUC do Rio de Janeiro, em 1995, e mestreem Jornalismo Impresso, pela Boston University, em 1998, Fernanda já ganhou vários prêmios por suas reportagens relatando o primeiro ano de liberdade de um homem que passou metade de sua vida na prisão por um crime que não cometeu, um programa voltado a ensinar prisioneiros a ler livros infantis para os seus filhos, e uma série explorando o difícil relacionamento entre os americanos e os imigrantes em uma cidade do interior de Massachusetts. Também redigiu “Latinos in the United States”, um guia de referência publicado pela National Association of Hispanic Journalists.

Em 2005, Fernanda Santos foi uma das oito jornalistas baseadas nos Estados Unidos escolhidas para participar do International Reporting Project, um programa que financia projetos de reportagem no exterior. Ela escolheu ir para a Colômbia, onde explorou as razões por trás da queda de 50% na taxa de crimes violentos em Bogotá ao longo de dez anos.

SERVIÇO

Palestra com Fernanda Santos, jornalista do The New York Times

Título: “A arma secreta do jornalismo que levo no meu coração”

Quando: 28 de Novembro (segunda-feira), das 10h às 12h

Onde: Auditório da Faculdade de Comunicação da Universidade Federal da Bahia, Ondina

Giácomo Mancini

Veja um trecho da fala de Giácomo Mancini, do g1 bahia, durante o segundo Ciclos de Jornalismo que discutiu o Jornalismo Multimídia e foi realizado no último dia 27 de abril, na Facom/UFBA.

Em breve, mais da cobertura do Ciclos realizada pela equipe do Impressão Digital 126 estará disponível também aqui no blog. Aguarde.

Ciclos de Jornalismo

Ciclos de Jornalismo 2

%d blogueiros gostam disto: